O que é terceirização logística?

A terceirização logística de modo geral é um processo de transferir determinada atividade para a responsabilidade de outrem. Essa é uma prática muito comum, pois através dela a organização tem a possibilidade de concentrar seus esforços no negócio chave.

A logística, exceto para organizações que atuam no segmento, não é uma atividade fim de indústrias, prestadores de serviços e varejo em geral. Por isso, as empresas terceirizam este serviço.

A terceirização desvia a empresa contratante de investimentos em recrutamento e treinamento de pessoal, dos gastos para aquisição e manutenção dos ativos e sistemas, e da gestão de todas essas atividades.

Terceirização logística

Nós otimizamos operações logísticas do dia-a-dia e integramos transportadores, fornecedores e clientes em um só lugar.

Conheça o Carga Pontual

Escolha do Contratante

A escolha do provedor deve ser feita de forma criteriosa pelo contratante. O serviço prestado tem que garantir qualidade, capacidade e bom desempenho. Por estes motivos, a decisão do contratante implica em maturidade e competência para acompanhar e entender o provedor, ou seja, estabelecer as expectativas com relação ao serviço que será contratado, para atender as necessidades do negócio e fazer a diferença nos resultados.

O provedor deve ter experiência suficiente para executar o serviço. Por isso, é preciso avaliar o desempenho, à flexibilidade e a capacidade em lidar com as situações no decorrer do processo e de casos anteriores que o provedor atuou.

Cabe ao provedor manter a postura de especialista e conduzir o contratante para acompanhar as dificuldades, razões e oportunidades quando necessário, pois a visão do contratante nem sempre é a correta.

Muitas vezes, os contratantes podem ter vindo de terceirizações anteriores malsucedidas, ou até mesmo, estar terceirizando pela primeira vez.

Qual a melhor opção?

Existem então duas visões:

  1. Os contratantes que sabem expressar com clareza suas necessidades, limites, deficiências entre outros aspectos a serem trabalhados, facilitando o desempenho do provedor.
  2. Os contratantes que atribuem ao provedor anterior a baixa performance na operação, mas sabem os problemas. Nesse caso, o provedor tem que ter habilidade para corrigir essas deformidades, o que muitas vezes leva tempo.

A parceria deve ser adequada para ambas as partes. É função do gestor, alcançar o equilíbrio entre preço e valor para estabelecer uma negociação viável.  O ponto ideal na negociação é quando o contratante consegue ficar dentro dos parâmetros de orçamento e o provedor realizar a margem que remunera o seu negócio.

Estratégia de terceirização logística

O planejamento e a execução da terceirização logística devem ser integrados às atividades de S&OP, com o intuito de promover o acesso do provedor ao planejamento da demanda. Para eliminar possíveis conflitos é importante estabelecer a integração entre provedor, gestor logístico e as áreas de desenvolvimento do negócio, desde as operações até o cliente do contratante.

Para evitar mudanças periódicas e ter produtividade, é recomendável contratos de no mínimo três anos. Assim, o contratante adquire confiança no provedor, já que ele tem conhecimento progressivo sobre o comportamento do seu negócio.

Geralmente o projeto é implantado em um prazo de até três meses, se tudo houver sido preparado adequadamente. E a eficácia da operação, com provedores de primeira linha, chega entre seis meses e um ano. No prazo máximo de dois anos, a operação já deverá estar totalmente madura e produtiva. Depois disso, é um processo para buscar a excelência.

 Gostou do conteúdo? Então leia agora mesmo 7 Dicas para melhorar a gestão logística!

7 Dicas Para gestão logística

Fonte: Tecnologística e Logística Descomplicada.