Em reunião realizada na última quarta-feira (25/03), o MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), por meio de seu ministro, Armando Monteiro, se comprometeu a aprovar o programa de renovação de frota de caminhões, que entre suas pautas aborda a modernização dos implementos rodoviários, transformando e melhorando as vias com modelos mais novos e seguros. A informação é da Anfir (Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários).

De acordo com a associação, a medida representará, já no primeiro ano, aproximadamente mil unidades emplacadas de reboques e semirreboques. A implementação já é aguardada desde o ano passado, e uma das expectativas do programa é enfrentar a crise e a baixa confiança.

No começo de 2015 o segmentou registrou uma queda de 41% na produção e nas vendas, comparado com o mesmo período em 2014. Os números apontam 14.728 unidades produzidas no primeiro bimestre.

Durante o encontro, o ministro afirmou que vai estudar a ampliação da participação do BNDES nos financiamentos de implementos rodoviários para até 80% do valor do bem. A nova regra de finaciamento PSI/Finame, implementada no início do ano, estabelece em 70% a parcela para pqeuenas e médias empresas e em 50% para as grades. Até 2014, esse valor era de 100% sobre o bem.