Porto de Antonina teme a perda de investimentos

Um temor percorre o Porto de Antonina, no Paraná, com relação a perda de investimentos devido ao aumento tributário na cidade em 2015. O ISS (Imposto Sobre Serviço) cobrado para as atividades portuárias na cidade passará de 2% para 4%, no próximo ano.

Tal reajuste preocupa a APPA (Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina), que teme o impacto do reajuste sobre os investimentos na região. “Estamos fazendo um esforço muito grande nos portos do Paraná para melhorar e incentivar a instalação de novas empresas e melhorar a vazão das riquezas do país pelo transporte aquaviário”, afirma Luiz Henrique Dividino, diretor presidente da APPA, ressaltando, também, que a longo prazo a medida pode dificultar o desenvolvimento da região portuária.

Outro ponto apresentado, são as condições para a atração de empresas para o serviço logístico, ainda mais prejudicado com o reajuste: “A cidade ainda tem muito pouco serviço logístico, como armazéns, separação e consolidação de carga. Trabalhávamos com uma política de atração de investimentos para que as empresas que pudessem se instalar na cidade e oferecer melhores serviços de transporte de cargas. O aumento do tributo faz com que a região perca competitividade”.

O aumento do ISS para 4%, segundo a lei publicada no Diário Oficial de Antonina, afetará serviços portuários, ferroportuários, de utilização de porto, movimentação de passageiros, reboque de embarcações, rebocador escoteiro, atracação, desatracação, serviços de praticagem, capatazia, serviços acessórios, movimentação de mercadorias, serviços de apoio marítimo, de movimentação ao largo, serviços de armadores, estiva, conferência, logística e congêneres.

Fonte: Agência CNT de Notícias

2014-12-01T05:28:42+00:0001/12/2014 às 05:28|Notícias, Strada Express|