Como a logística pode ser um fator decisivo para que o varejo consiga apresentar níveis elevados de serviço com o mínimo de custo

O atual modelo econômico consiste na oferta de produtos e serviços para os mais variados perfis de compradores, dispostos a consumi-los. Quando falamos dos produtos manufaturados percebemos que as indústrias buscam atender os consumidores disponibilizando as mercadorias, por meio de seus canais de distribuição.

É nesta situação que o varejo se encaixa, pois é um importante elo entre os segmentos industriais e os grupos de consumidores. Porém, este setor enfrenta um desafio de estabelecer um equilíbrio entre o nível de serviço e o custo.

Isto se torna um problema pois, o perfil do consumidor, geralmente é o de alguém que não está propenso a pagar a mais por encontrar o produto no momento e local corretos. Assim, os lucros do setor tendem a cair.

A logística entra então, como um fator que pode alavancar as vendas do varejo. Pois, o objetivo é disponibilizar o produto certo, no momento e local correto. Desta forma auxiliando o varejo à buscar uma gestão adequada e constante visando a revisão dos níveis dos serviços ao cliente com o mínimo custo possível.

Assim, uma gestão eficiente procura estabelecer baixos níveis de estoque, sem extrapolar os índices aceitáveis de perdas e rupturas de estoque e a rápida capacidade de reação às imposições do mercado consumidor.

Desta forma, gerenciar os suprimentos e as operações equivale a atender às necessidades dos clientes finais fornecendo produtos e serviços adequados quando eles são necessários, a um preço competitivo. Fazer isso requer que a cadeia de suprimentos alcance níveis adequados dos dois objetivos de desempenho de operações  qualidade e velocidade.

Qualidade

A qualidade dos produtos ou serviços quando alcança o cliente está relacionada a qualidade de cada parte ou operação da cadeia que o forneceu. Envolve a sua produção, transporte e comercialização. Então, quando uma destas áreas apresenta defasagem, pode prejudicar o produto no momento da entrega ao cliente proporcionando insatisfação e consequentemente a não redução dos custos das vendas em varejo, o que ainda se apresenta como a principal dificuldade do setor. É por isso que, somente, se cada etapa assumir a responsabilidade por seu próprio desempenho e o de seus fornecedores, a cadeia de suprimentos pode obter uma alta qualidade no cliente final.

Velocidade

A velocidade tem dois significados no contexto de uma cadeia de suprimentos. O primeiro é a rapidez com que os clientes podem ser atendidos e o tempo de entrega do produto. Porém, a resposta rápida ao cliente pode ser realizada simplesmente aumentando-se os recursos ou elevando o estoque dentro de uma cadeia de suprimentos. Por exemplo, grandes estoques numa operação de varejo podem reduzir as chances de faltas quase a zero, de forma a reduzir o tempo de espera do cliente praticamente a zero., porém, o estoque tem que ser proporcional a quantidade de vendas de cada produto. E, como a logística é a responsável por realizar a entrega do produto certo, no momento e local correto, cabe que esta seja a responsável por apresentar este diferencial ao varejo, auxiliando o varejo a apresentar os serviços com níveis elevados e e com o mínimo custo possível.

Concluindo

As empresas varejistas precisam que a logística esteja funcionando com extrema eficácia sem gargalos nos processos para que a logística tenha a capacidade de apresentar ao cliente final níveis de serviços elevados com o menor custo possível e assim conseguir romper com o seu principal desafio dentro do atual modelo econômico atual em que existem inúmeros perfis de compradores.

E, para as empresas consigam atender estás funções, é preciso que tenham informações em tempo real e que permitam a tomada de ideias de forma estratégica afim de cumprir com os requisitos de qualidade e velocidade. Neste contexto, a Strada Soluções em Tecnologia, traz uma solução inovadora, o Qlik View. Esta ferramenta fornece uma direção para as empresas com base em tendências de dados e uma visão analítica extremamente eficaz do negócio, fornecendo o embasamento de controle de indicadores para o time. A ferramenta age de forma colaborativa, em um único lugar de forma rápida e intuitiva. Trabalha com os dados que você já têm e cria um amplo conjunto de novas capacidades em BI. A partir dessas informações, traz um novo nível de análise fornecendo dados da gestão para os operadores e gerentes controlarem melhor os indicadores..Desta forma, é possível criar uma nova percepção e valor para os dados existentes, oferecendo aos usuários interfaces limpas, simples e diretas para a criação de dashboards e acompanhamento em tempo real.

2015-11-14T09:31:38+00:0014/11/2015 às 09:31|Notícias|